Morre Nelson Mandela, ícone da luta pela igualdade racial

O ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela morreu aos 95 anos em Pretória, segundo a presidência do país. Mandela ficou internado de junho a setembro devido a uma infecção pulmonar. Ele deixou o hospital e estava em casa.

“Ele partiu, ele se foi pacificamente na companhia de sua família”, afirmou o presidente da África do Sul, Jacob Zuma. “Ele agora descansou, ele agora está em paz. Nossa nação perdeu seu maior filho. Nosso povo perdeu seu pai.”

Mandela vinha sofrendo do problema e estava internado desde junho. Esta foi a quarta internação do ex-presidente desde dezembro. Em abril, as últimas imagens divulgadas do ex-presidente mostraram bastante fragilidade – ele foi visto sentado em uma cadeira, com um cobertor sobre as pernas. Seu rosto não expressava qualquer emoção. No início de março de 2012, o ex-presidente sul-africano havia sido hospitalizado por 24 horas, e o governo informou, na ocasião, que Mandela tinha sido internado para uma bateria de exames rotineira. Em dezembro, porém, ele permaneceu 18 dias hospitalizado, em decorrência de uma infecção pulmonar.

Em gafe, Voz do Brasil anuncia a morte de Nelson Mandela

O programa estatal A Voz do Brasil cometeu uma gafe na sua edição desta quarta-feira, anunciando durante o espaço da Câmara a morte de Nelson Mandela.

“Homenagem: morreu nesta quarta-feira o ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela. Ao lamentar o falecimento do líder, Rubens Bueno, do PPS, ressaltou a história política de Mandela. De acordo com Rubens Bueno, Nelson Mandela incentivou o surgimento de grandes líderes negros em todo o planeta. Para o parlamentar, o ex-presidente vai ficar marcado na história mundial como símbolo da igualdade racial”, disse o programa.

As últimas informações divulgadas na África do Sul são de que o presidente Jacob Zuma anunciou o cancelamento de uma viagem para Moçambique depois de ter visitado Mandela no hospital. O herói da luta contra o apartheid “continua em estado crítico”, de acordo com o mais recente comunicado da Presidência.

“O presidente Zuma foi informado da situação pelos médicos que fazem todo possível para garantir seu bem-estar”, acrescenta o texto.

O estado de saúde de Nelson Mandela se agravou durante o final de semana. Ele foi hospitalizado com urgência no dia 8 de junho depois de uma recorrência da infecção pulmonar que o atormenta há dois anos e meio.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 19.612 outros seguidores