Hoje em “José do Egito” (02/10/2013): Resumo do último capítulo

O resumo do último capítulo ainda não foi divulgado pela Rede Record.

Hoje em “José do Egito” (02/10/2013): Jacó passa mal

Jacó passa mal e acha que os filhos estão brincando, mas gela ao perceber a seriedade do assunto. Eles contam que José se tornou governador do Egito. Jacó fica atordoado. Eles decidem levá-lo para ver os carros. Jacó fica impressionado, mas pede uma explicação. Ele quer saber o que realmente aconteceu com seu filho no passado. José diz a Azenate que teme pela reação de Jacó ao saber a verdade. Todos ficam tensos com a relutância dos irmãos em tentar explicar o que aconteceu. Simeon e Judá decidem contar a verdade. Diante do relato, Jacó surta e começa a gritar.

Revoltado, ele afirma que preferia a morte de todos os culpados. Jacó se afasta arrasado. Decidido, Simeon pede aos irmãos para ser o único a tentar conversar com Jacó. Pentephres caminha pelo deserto e começa a ter alucinações. Ele vê alguns deuses. A miragem de Seth se aproxima e diz ao pai de Azenate que sua hora chegou. Pentephres tenta tocar os deuses, mas todos desaparecem. Ele se descontrola, começa a rir e depois fica sério. Pentephres pega a pequena faca que carregava e corta os pulsos.

Ele perde as forças, lentamente, até que sucumbe. Afastado, Jacó começa a chorar, inconformado. Simeon toca o ombro do pai, mas Jacó o expulsa. Irritado, Simeon explica que nenhum deles nunca teve a mesma atenção que José. Ele faz o pai entender que errou com seus outros filhos. Jacó começa a ceder, principalmente, ao entender os planos de Deus. Simeon se emociona.

Jacó se joga nos braços do filho. Ruben, Levi, Judá e seus irmãos ficam acuados diante das acusações de todos. Benjamin se envolve na discussão e exige que todos parem de acusar seus irmãos. Ele afirma que ninguém pode julgá-los, já que José os perdoou. Jacó se aproxima, concorda com o filho, e faz com que todos entendam. Ele decide que encontrará José e pede que todos desmontem o acampamento.

Depois de desmontar sua tenda, Naamá olha para tudo, saudosa. Ruben, que estava ajudando, a pega pela cintura e lhe dá um beijo de tirar o fôlego. Ruben afirma que estava devendo o beijo e sai. Naamá fica nas nuvens. Após desmontar tudo, a família de Jacó parte para o Egito. Depois de fazer um sacrifício, Jacó fica frente a frente com Deus mais uma vez. Deus acalma o coração de Jacó ao dizer que irão prosperar no Egito. Enquanto a família viaja, Jacó pede que Judá vá à frente para avisar a José. José fica radiante com a chegada do irmão, mas decide ir de encontro ao pai, ao invés de esperá-lo chegar. Ele pega um carro e sai junto com Judá.

Hoje em “José do Egito” (25/09/2013): Acorrentada, Sati implora pelo perdão de Potifar

Sati pressiona Hapu, que confirma o que sua senhora diz. O Faraó decide que Sati perderá todos os seus bens. Além disso, terá seu nariz cortado para que todos saibam que é uma adúltera. Desesperada, Sati clama pela piedade de Tany, mas ela já não pode fazer mais nada. Apopi decide também que Hapu será atirado aos crocodilos para que seu corpo seja destruído, inviabilizando assim, sua ida para o mundo dos mortos. Para finalizar, o Faraó destitui Pentephres de seu posto e o expulsa do Egito. Numa postura desrespeitosa, Pentephres enfrenta Apopi e o ameaça.

Após a ordem do Faraó, todos os adereços do pai de Azenate são arrancados, para que deixe sua terra sem bem algum. Pentephres caminha pela cidade, humilhado, enquanto outro sacerdote anuncia ao povo que ele deixou seu posto e sairá da cidade. Ao ver tudo, José fica preocupado. Hapu é atirado aos crocodilos. José diz a Azenate que se despeça de Pentephres antes que ele saia do Egito.

Acorrentada, Sati implora pelo perdão de Potifar, mas ele mesmo decide desfigurar sua esposa. O comandante corta o nariz de Sati. Levando água e alguns alimentos, Azenate alcança Pentephres. Ele é muito duro, rejeita a ajuda e joga tudo no chão. Pentephres vê uma pequena faca, que seria utilizada para descascar frutas, e pega para si. Azenate fica temerosa, mas ele afirma que a lâmina terá outra serventia.

O sacerdote sai da cidade. Potifar vai até a casa de José e pede perdão por tê-lo mandado para a cadeia. O hebreu aceita e os dois se abraçam. Os irmãos de José ficam temerosos quando pensam que terão que falar a verdade para Jacó. Os dias passam e eles chegam ao acampamento. Ruben, Judá, Levi, Simeon e Benjamin decidem ir à tenda de seu pai para contar a verdade. Jacó fica radiante ao ver seus filhos. Ele percebe o mal estar entre os cinco e pergunta o que está acontecendo. Simeon, Judá e Benjamin revelam que José ainda vive e se tornou o governador do Egito.

Hoje em “José do Egito” (18/09/2013): Judá cai de joelhos diante de José

Todos se emocionam, assombrados com a ascensão de seu irmão, enquanto Benjamin vai se revoltando à medida que descobre a verdade. Simeon e Levi ficam temerosos. Enojado, Benjamin demonstra toda decepção que sente ao ouvir o relato de seus irmãos.

Todos ficam arrependidos, cheios de remorso. José interrompe o caçula e afirma que está tudo bem. Ele pede que todos se aproximem e demonstra sua bondade. Sati tenta se explicar para o marido, mas acaba levando um tapa no rosto. Potifar decide que ela e Hapu irão a julgamento. Os irmãos de José mal acreditam que foram perdoados. Todos fazem questão de mostrar que estão verdadeiramente arrependidos. José abraça e beija todos os irmãos. Apenas Simeon se afasta do grupo, atordoado. Ele conta que ainda teme por represálias, mas José faz questão de demonstrar que já o perdoou. Para que tudo fique bem, José pede que Simeon se perdoe.

Emocionado, Simeon devolve o colar que havia guardado. Ele não resiste mais e abraça José, muito emocionado. Sati pede a ajuda de Tany para que seja perdoada, mas a esposa do Faraó demonstra que não poderá interferir. José apresenta sua família para os irmãos. Mitri é obrigado a interromper para dizer que Apópi solicita a presença do vizir. O Faraó fica impressionado com a bondade de José. Ele decide que os irmãos do hebreu devem ir a Canaã para buscar sua família e retornar ao Egito para que se estabeleçam por ali. Ele pede que Mitri providencie carros capazes de transportar Jacó, as mulheres e crianças para que não se cansem na viagem.

Depois que José sai, começa a julgamento de Sati e Hapu. Pentephres está presente. Os irmãos de José ficam impressionados com as bigas que foram preparadas para eles. Suprimentos suficientes para a viagem de ida e volta também são entregues. Ruben e seus irmãos partem. Sati tenta se defender durante o julgamento. Potifar a pressiona para confessar que já se deitou com outros homens.

Ela se enfurece e assume, mas culpa o marido por isso. Sati afirma que Potifar nunca foi capaz de satisfazer seus desejos. Além disso, revela que se deitou com vários outros. Inesperadamente, Sati conta que Pentephres se aproveitou bastante de seu corpo. Ele é pego de surpresa. Pentephres começa a entrar em pânico, mas tenta se controlar. Sati pressiona Hapu, que confirma o que sua senhora diz. O Faraó decide que Sati perderá todos os seus bens. Além disso, terá seu nariz cortado para que todos saibam que é uma adúltera. Desesperada, Sati clama pela piedade de Tany, mas ela já não pode fazer mais nada.

Apopi decide também que Hapu será atirado aos crocodilos para que seu corpo seja destruído, inviabilizando assim, sua ida para o mundo dos mortos. Para finalizar, o Faraó destitui Pentephres de seu posto e o expulsa do Egito. Numa postura desrespeitosa, Pentephres enfrenta Apopi e o ameaça. Após a ordem do Faraó, todos os adereços do pai de Azenate são arrancados, para que deixe sua terra sem bem algum. Pentephres caminha pela cidade, humilhado, enquanto outro sacerdote anuncia ao povo que ele deixou seu posto e sairá da cidade. Ao ver tudo, José fica preocupado. Hapu é atirado aos crocodilos. José diz a Azenate que se despeça de Pentephres antes que ele saia do Egito.

Hoje em “José do Egito” (11/09/2013): José permite que os irmãos retornem a Canaã

Antes que a fila avance e todos possam vê-lo, José pede que Mitri leve os irmãos até sua casa. Ele sai sem ser visto. Mara se desculpa com Diná por tudo que já lhe fez. As duas selam a amizade com um abraço emocionado.

José pede que Azenate cuide de todos os preparativos para o almoço. Ruben e seus irmãos ficam preocupados com o banquete, mas ainda assim, são levados até o local. Enquanto caminham rumo ao templo, Sati e Hapu passam pelos irmãos de José. Ao saber quem são aqueles homens, Sati fica intrigada e encantada com todos. Seneb conduz Simeon para fora da prisão. Todos chegam na casa do vizir. Todos se curvam diante de José, mas ele pede que se levantem. José se emociona muito, mas tenta se controlar. Enquanto Benjamin fala, José está prestes a desabar.

Ele interrompe o irmão mais novo e se afasta. Aos prantos, José diz a Azenate que só pode se revelar depois de ter certeza que todos os seus irmãos amam Benjamin. Ele lava o rosto, se refaz, e retorna para a sala. Instruídos por Mitri, os irmãos se acomodam. Eles percebem que se sentaram de acordo com a ordem de seus nascimentos e acham curioso.

Benjamin recebe uma porção maior que seus irmãos. Em um clima amistoso todos brincam e não percebem que são observados por José. Pentephres ignora os desejos de Sati. Ele afirma que já se cansou do jogo e a expulsa do templo. Hapu observa tudo, chocado. Após o almoço, José permite que os irmãos retornem a Canaã. Ele pede que todos se hospedem em Avaris para partirem no dia seguinte.

Hoje em “José do Egito” (04/08/2013): Bila fica entre a vida e a morte

Quando interrogado, Simeon se emociona ao falar de José, sem saber que é ele mesmo quem está na sua frente. José também se emociona, mas se controla. Simeon afirma que está praticamente conformado, afinal, tem certeza de que seu pai não o trocaria por Benjamin. Durante um reunião da família, Bila tem um acesso de tosse. O tempo passa e o alimento falta novamente.

A tosse de Bila se torna mais severa. A situação no acampamento começa a se tornar crítica. Maldosa, Zilpa se aproxima de Bila, afirma que sua doença pode ser contagiosa e a expulsa do acampamento. Zilpa diz a Naamá que expulsou Bila. A esposa de Ruben se irrita e convence Zilpa a acompanha-la para trazer Bila de volta.

A bolsa de Diná se rompe. Mara sai em busca de ajuda e adentra a tenda dos homens. Como as outras mulheres não estão no acampamento, Benjamin pede que Mara faça o parto. Naamá e Zilpa encontram Bila, que ainda tosse muito. As duas conseguem levar Bila de volta. Mara e Tamar fazem o parto de Diná.

O nascimento do bebê mexe com a filha de Naamá de forma inesperada. Como muito tempo já se passou, José diz a Azenate que matará Simeon. Mara e Jacó ficam desesperados com a possibilidade de Benjamin viajar para o Egito. Todos se assustam ao ver Bila sendo trazida para o acampamento. Ela aparenta estar muito doente.

Ruben tenta ampará-la, mas Jacó o segura pelo braço e não permite. Diná e Gibar ficam encantados com o bebê. Jacó consola Bila, que está muito mal por conta de sua doença. Jacó permite que Benjamin vá para o Egito. Mara fica triste porque acredita que o casamento será adiado mais uma vez. Jacó sugere que os dois se casem antes da viagem. Ele realiza a união do casal no mesmo local em que conversavam. Naamá sai da tenda de Bila e vai em direção a Ruben. Ela o pega pela mão e pede que se despeça de Bila antes que ela morra.

Hoje em “José do Egito” (28/08/2013): Pentephres tenta fazer com que Simeon mate José

Simeon é acorrentado, mas José continua mantendo o semblante severo. Ruben apressa os irmãos, que partem rapidamente. Pentephres vai até a casa de Azenate e afirma que o vizir precisa matar os novos visitantes, que perturbam sua tranquilidade. Ela revela que José não pode matar os próprios irmãos. Pentephres reage surpreso enquanto a jovem se desespera ao perceber que falou demais. Pentephres vai embora, deixando Azenate preocupada. Em uma conversa com o Faraó, José recebe a autorização para decidir o destino de seus irmãos.

Durante a viagem, os irmãos decidem parar um pouco para se alimentar. Quando Levi abre um dos sacos, percebe que os siclos que haviam sido usados para troca estão ali. Todos temem que o vizir ache que são ladrões. Eles não sabem que foi o próprio José que solicitou a devolução das peças de bronze e prata. Pentephres diz a Hapu que vai revelar a verdade para Simeon. Seu objetivo é fazer com que o hebreu mate José. Azenate pede conselhos a Tany. A esposa do Faraó liga os fatos e tem certeza de que Pentephres utilizará Simeon de alguma forma.

O sacerdote vai até a prisão, mas antes de revelar qualquer coisa, exige que Simeon dê sua palavra de que fará o que será proposto em troca da liberdade. Tany e Azenate chegam no instante em que Pentephres vai revelar o segredo. Ao ver sua filha junto à esposa do faraó, o sumo-sacerdote entende tudo. Tany exige que Pentephres retorne ao palácio. O sumo-sacerdote não tem outra alternativa e obedece. Simeon estranha. No palácio, Tany ameaça Pentephres, que acaba sendo obrigado a engolir seu ódio. Após alguns dias, os irmãos chegam ao acampamento. Jacó percebe que Simeon não os acompanha. José retorna para casa e Azenate conta que por pouco Simeon não descobre a verdade.

Ruben e seus irmãos explicam toda a história e destacam a condição que lhes foi imposta para a libertação de Simeon. Jacó fica atordoado. Sati se irrita quando Potifar lhe traz um novo sacerdote e acaba esquecendo sua falsa doença. Ela explode e o comandante estranha a súbita melhora. Depois de dizer que Pentephres não pisará mais em sua casa, Potifar se mostra irredutível. Ainda na prisão, Simeon pega o antigo colar de José e se lembra do passado. José aparece no local, de surpresa.

Hoje em “José do Egito” (21/08/2013): José manda os irmãos buscarem Benjamin

Pentephres consegue entrar na área dos silos junto com Hapu. Seneb entrega pão e água para os irmãos de José, que estão na cadeia. Eles contam que são hebreus, vindos de Canaã, todos filhos do mesmo pai. Como Seneb conhece a história de José, fica desconfiado. José chega em casa. Ele conta para Azenate que seus irmãos estão na cidade.

Emocionado, José conta que não foi reconhecido e destaca que mandou prendê-los porque precisa pensar. Hapu e Pentephres estão prestes a adulterar os alimentos, quando Mitri chega e os surpreende. Pentephres e Hapu conseguem se safar com uma mentira e vão embora. Mitri desconfia e pede que a segurança seja reforçada.

À noite, o escriba visita José. O hebreu conta que seu mal estar se deu por conta dos viajantes que apareceram. Ele revela que são seus irmãos. Mitri fica chocado. Antes de ir embora, Mitri conta que Pentephres e Hapu estavam nos silos. José afirma que conversará com o Faraó. Ele pede ao escriba que vá até a cadeia para ver seus irmãos.

Sati continua fingindo que está doente. Ela não aceita que Potifar traga outro sacerdote para cuidar de sua suposta enfermidade e pede para continuar sob os cuidados de Pentephres. Mitri revela a Seneb que os hebreus realmente são os irmãos de José. Simeon confessa aos irmãos que José está vivo.

Pentephres se safa durante o interrogatório com José, Potifar e o Faraó. O comandante afirma que os supostos espiões que estão na cadeia podem ser uma ameaça. Quando Apópi fala sobre a possibilidade de execução, José se descontrola, causando certo estranhamento. O hebreu consegue disfarçar, mas Pentephres já começa a planejar algo.

Azenate hesita um pouco, mas acaba falando com Tany sobre os irmãos de José. Depois de contar tudo, ela se arrepende. Pentephres tenta descobrir mais informações sobre os novos prisioneiros. Alguns dias depois, José recebe os irmãos novamente. Ele decide que apenas um ficará no Egito para que os outros possam levar alimentos até sua família.

O hebreu destaca novamente que o irmão caçula deve ser trazido. Tany revela a verdade sobre os novos prisioneiros para o Faraó. Furioso, ele exige que Potifar seja chamado rapidamente. Apópi afirma que os hebreus serão executados o mais breve possível. Tany tenta acalmar o marido e destaca que cabe a José decidir o futuro dos prisioneiros.

José ouve uma conversa de seus irmãos e se emociona quando todos afirmam que essa é a punição divina por terem pecado. Ele chora copiosamente em um local mais reservado. Pentephres observa tudo, de longe. Como os irmãos não chegam a um consenso, José decide que Simeon ficará preso. O vizir afirma que os restantes devem levar os mantimentos para Canaã, mas caso não retornem com o irmão mais novo, Simeon será morto.

Hoje em “José do Egito” (07/08/2013): Os dez filhos de Jacó partem rumo ao Egito

Jacó grita e chama atenção dos filhos de Lia. Todos choram, muito sofridos. O corpo de Lia é sepultado. A seca piora cada vez mais. José negocia os grãos acumulados com pessoas de diversas etnias. Hapu diz a Sati que sabe de suas visitas noturnas ao templo Seth. Furiosa, ela afirma que sempre vai ao local para rezar. Hapu fica desconfiado.

Gibar diz a Jacó que o Egito é o único lugar que possui abundância de alimento. À noite, todos se reúnem. Jacó pede que os filhos se dirijam ao Egito em busca de alimentos. Os filhos de Jacó se preparam para a viagem, que é perigosa. Benjamin é o único que ficará no acampamento.

Ruben e Naamá se despedem. Bila entra na tenda e Ruben mal consegue disfarçar seus sentimentos. Potifar troca as joias de Sati por alimentos sem que ela saiba. Sati explode em fúria ao descobrir. Dissimulada, ela finge que está passando muito mal e pede que Pentephres seja chamado. Hapu desconfia, mas é obrigado a obedecer.

Potifar e Apópi ficam impressionados com a habilidade de José. Ele troca os alimentos por bens valiosos, aumentando ainda mais a riqueza de sua terra. Jacó faz uma oração e pede a proteção de seus filhos. Aqueles que viajarão se despedem de suas esposas, mães e entes queridos.

Os dez filhos de Jacó partem rumo ao Egito. Hapu conduz Pentephres até o quarto de sua senhora. Sati fica sozinha com o sumo sacerdote e o agarra. Durante a viagem, Simeon deixa cair um colar que pertenceu a José. Ruben e Judá reconhecem a peça e perguntam se o irmão se sente culpado. Simeon disfarça e se afasta um pouco do grupo.

* Sujeito à alteração de acordo com a edição dos capítulos.

Hoje em “José do Egito” (31/07/2013): Não divulgado pela Record

A emissora não divulgou o resumo de hoje.

Hoje em “José do Egito” (24/07/2013): José e Azenate têm sua primeira noite de amor

José chega em sua nova casa, acompanhado de Azenate. Ela percebe que o hebreu ficou incomodado ao ver imagens de deuses egípcios nas paredes e colunas e pergunta se José ficou chateado. Zilpa humilha Bila cada vez mais. Azenate permite que José retire todos os ídolos da casa. Apópi e Tany chamam Pentephres para uma conversa. Eles revelam sua desconfiança em relação ao atentado contra José. O sacerdote tenta se defender, mas é surpreendido pela decisão do Faraó.

Ele afirma que se algo acontecer com José, seja no dia do casamento ou futuramente, Pentephres será executado. Tamar é levada até o acampamento de Jacó. Judá se mobiliza para queimá-la e chama a atenção dos outros. Alguns dos irmãos estão dispostos a queimá-la quando Tamar revela que engravidou depois de se deitar com o dono dos objetos que carrega. Ela mostra o cajado e o cordão de Judá. Todos ficam pasmos. Judá cai de joelhos, arrependido, e assume a culpa. Jacó afirma que Judá deve assumir a criança que Tamar carrega.

Mara vê Simeon e Levi entrando na tenda dos irmãos. Ela prepara uma tocha para incendiar o abrigo. Simeon e Levi saem rapidamente. Benjamin decide ficar na tenda dos irmãos. Mara incendeia a tenda e Benjamin se desespera. Mara percebe que os gritos são de Benjamin e busca ajuda. Naamá percebe que sua filha é culpada. Ruben se cobre com um tecido molhado e entra na tenda. Ele sai com Benjamin nos braços. Mara teme pelo pior, mas ela ouve Ruben dizer a Jacó que o rapaz está desacordado. Após algum tempo, Benjamin se recupera em outra tenda. Mara entra, se ajoelha ao lado dele e pede perdão por tudo. Ela revela estar arrependida e promete que esquecerá sua vingança. Mara diz que aceitará ser esposa de Benjamin se ele ainda a quiser. Feliz, ele pede um beijo para perdoá-la. O casal troca um selinho.

Mesmo apaixonado, Judá tenta controlar seus sentimentos. Ele diz a Tamar que nunca mais irá tocá-la novamente, mas assumirá a criança. Naamá repreende Mara, que demonstra estar verdadeiramente arrependida. Ruben chega e revela que sabe a verdade sobre o incêndio. Ele afirma que irá perdoá-la. Mara o abraça, emocionada. José e Azenate se casam. Pentephres pede que Hapu esqueça a missão de assassinar José. Sati começa a flertar com o sacerdote, que retribui. Após a cerimônia, José e Azenate vão para casa. Ele sofre ao se lembrar do pai, mas sua esposa o consola. O casal tem sua primeira noite de amor.

Hoje em “José do Egito” (17/07/2013): Sati pede perdão a José

Sati implora por perdão. Desesperada, ela afirma que pode beijar os pés do hebreu. Potifar chega, ela se controla, mas o clima entre os três é de desconforto. José pede ao comandante a autorização para levar Mitri em suas viagens pelo Egito. Potifar permite. O amigo de Judá volta a cidade e fala com Tamar.

Ele, que não sabe sobre a farsa, fala sobre o motivo que o trouxe de volta. Depois que ele se afasta, Tamar diz a uma amiga que precisava ter certeza de que Judá cumpriria sua palavra. Cínico, Pentephres diz a Azenate que não fará nada contra José. Hapu segue o barco em que Mitri e José partem para a viagem. Os dois observam uma grande plantação de trigo. Hapu prepara um arco e flecha e mira no hebreu. José dá conselhos aos camponeses, que trabalham nos trigais. Hapu atira uma flecha no momento em que José se mexe.

Ela atinge um camponês, que cai. Mitri vê alguém correndo e pede que os guardas o persigam. Mitri afirma que alguém quer matar José. Hapu passa por um sufoco, mas consegue fugir dos guardas. O amigo de Judá retorna ao acampamento e lhe devolve o cabrito. Ele afirma que não encontrou a meretriz. Zilpa interroga Bila e descobre que ela realmente nutre um sentimento por Ruben.

Zilpa a chantageia em troca de seu silêncio. Pentephres esbraveja com Hapu, que falhou em sua missão. O sacerdote afirma que o novo ataque deverá acontecer no dia do casamento. O tempo passa e a barriga de Tamar começa a crescer. O amigo de Judá a encontra e mostra alguns peixes. Enjoada com o cheiro, ela vomita. O rapaz estranha, percebe a barriga, e pergunta o que está acontecendo. José volta da viagem e conta alguns detalhes para o Faraó, inclusive sobre a tentativa de assassinato. Tany, Azenate e Apópi observam Pentephres, intrigados, mas não revelam suas suspeitas.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 19.986 outros seguidores